Tenho a impressora 3D, e agora? Repetier review

Assim que temos um brinquedo novo é tempo de o por a funcionar.

De máquina para máquina mudam os procedimentos de final de montagem, calibração,  primeira recarga de filamento, etc. Vamos considerar que tem em mãos uma impressora pronta a funcionar com filamento carregado, calibrada e pronta a imprimir.

Neste post acabo por fazer um review do software Repetier-Host.

 Também existe o firmware Repetier que é baseado no Sprinter e tem mais alguns detalhes mas isso fica para depois, acredito que tenham a máquina com firmware já instalado. Testei apenas este software em impressoras com eletrónica baseada no Ramps 1.4 mas acredito que em 80% dos casos a maquina esteja pronta a trabalhar com o Reptier-Host. Mesmo que este não a consiga controlar deverá gerar o código necessário para a por a imprimir em 3D.

Se quiserem saber mais sobre firmwares para impressoras 3D baseadas na Reprap podem consultar aqui.

Repetier-Host intro logo

Faça o download do programa aqui, se quiser contribuir com um donativo pode faze-lo senão podem fazer o download no fim da página, para testar e mais tarde dar o donativo. E procedam a instalação do Repetier-Host.

reptier_printer_conf_1

Feito isto e na primeira execução têm de configurar a nossa impressora. No primeiro quadro penso que não existem dúvidas e toda a interface está toda em português o que é mais uma vantagem para todos os 3d printers Tugas.

reptier_printer_conf_1

 

 

 

 

Clicando no separador seguinte “impressora” rever todas as configurações de modo a configurar corretamente a nossa impressora de notar que podem configurar diversas impressoras no mesmo programa, bastando para isso no cimo no campo de impressora escrevam os vários nomes das  vossa impressora.

reptier_printer_conf_1

 

 

Durante o processo podem existir definições que não sabem o que deveram colocar, nesse caso deixem as configurações de origem que vem por defeito vão bem com a maioria das impressoras 3d do mercado.

reptier_printer_conf_1

 

No quadro da forma da impressora basta ver o croki appresentado para saber o que colocar nos diversos campos. Basicamente trata-se da area de impressão assim como a origem do referencial. (Peço desculpa mas fiz os printscreen num EEE de 12").

reptier_printer_conf_1

Chegado a este ponto o meu conselho é o seguinte, ou tem muita pratica a desenhar e já sabem qual o formato de saída do modelo 3d no vosso programa de CAD favorito e ai desenham uma pequena peça, diria que, com cerca de 15x15x15mm com alguns detalhes e que seja útil ou especialmente querido (mais abaixo explico o porque), ou então recorrem a site da especialidade onde podem selecionar um objeto, fazer o download e assistir a sua materialização em direto na vossa secretaria.

Normalmente nestes sites até já tem dicas de como devem imprimir o objecto e fotos que outros utilizadores que podem comparar com os vossos testes.

https://www.thingiverse.com/

http://www.cgtrader.com/

http://www.instructables.com/

http://www.turbosquid.com/

https://www.youmagine.com/

Tem aqui o guia em ingles de object placement, no site do Repetier-host e é sempre mais completo.

A partir de agora a acção desenrola-se pelos separadores "Colocação de Objecto" , "Slicer", "Preview", "Controlo Manual" e "SD Card".

A primeira tarefa é clicar no ícone de "+" para adicionar o nosso objecto, e recorrendo as opções ao lado do "+" (alguns deles herdados do Cura) e na barra lateral esquerda devem posicionar o objecto na mesa tal como ele deverá ser impresso.

O modelo 3D do objecto que escolheram servirá de teste a vossa impressora, isto significa que iram imprimir umas dezenas deles, pelo menos durantes as primeiras semanas e a medida que forem testando a máquina e materiais de modo a aprender a imprimir em 3D (uma coisa que muitos pensa que basta carregar num botão e já está).

No meu caso pessoal na altura em que tive a primeira impressora 3D funcional, ou praticamente, encontrei no thingiverse um modelo de um robô (mascote da Makerbot e minha primeira impressora foi uma Cupcake artesanal), que gostei e até personalizei com um "L" na barriga (se é que um robot tem barriga), e desde então tenho imprimido dezenas destes amigos, sempre que tenho uma maquinas nova ou um filamento que nunca experimentei, quando faço manutenção as maquinas etc. Imprimo uns robot, personalizei o código para ir alterado as temperatura de extrusão para vem os efeitos na peça, e comprar os resultados. E acreditem se tivesse escolhido algumas formas geométricas que se encontram disponíveis para testar impressoras 3d, não iam ser tão porreiras, os mais pequenos  tambem agradecem, tenho sempre robots para distribuir.

Estado o modelo devidamente posicionado passamos ao separador "Slicer" novamente aqui tem um manual detalhado em ingles, mas aqui vai algumas dicas da minha esperiencia.

reptier_printer_conf_1

Gcode editor enovamente o manual desta secção aqui.

reptier_printer_conf_1

Relatorio de impreesão 3D

reptier_printer_conf_1

Controlo manual manual em ingles aqui.

reptier_printer_conf_1

Gerenciador de cartão de memoria.

reptier_printer_conf_1

Este post é trabalho em progresso, caso tenham alguma duvida especifica que gostassem de ver esclarecida por favor deixe a sua questão na caixa de comentarios.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *